Ciência de Dados e Política: segunda edição dos Seminários IBPAD acontece dia 3 de abril

No próximo dia 3 de abril acontecerá mais uma edição da série de Seminários do IBPAD sobre Ciência de Dados. Em parceria com o Congresso em Foco, a proposta do próximo evento é a de apresentar como a área de Ciência de Dados tem sido utilizada pela área de mobilização e acompanhamento político no Brasil.

Profissionais e pesquisadores abordarão como a sociedade civil, empresas e instituições estão utilizando a ampla oferta de dados na área de Relações Governamentais.

A primeira edição dos Seminários IBPAD abordou o tema Ciência de Dados e Sociedade, e contou com a presença do economista do Banco Central Carlos Cinneli, apresentando Medidas de Risco em Análise de Redes; do cientista de dados chefe do Observatório da Despesa Pública (ODP) do Ministério da Transparência Rommel N. Carvalho, discutindo Ciência de Dados no Combate à Corrupção; e do cientista político e pesquisador do IPEA Daniel Marcelino, apresentando R e Ciência Política – Pacote SciencesPo. Se você não pôde participar, confira a cobertura abaixo.

 

 

A segunda edição, acontecerá no dia 03 de Abril às 19h no Auditório do Instituto de Ciência Política – na Universidade de Brasília. O público do evento aborda tanto iniciantes, que se interessam pela área de análise de dados dentro de relações governamentais, como profissionais já estabelecidos, que buscam ampliar sua rede de contatos e entender como o mercado está evoluindo. A intersecção com o público acadêmico também permite compreender como as empresas e organismos estão atuando.

 

A mesa desta edição, mediada por Sylvio Costa, fundador do Congresso em Foco, contará com a presença de:

  • Cristiano Ferri, Diretor do Laboratório Hacker da Câmara dos Deputados e e pesquisador associado do Ash Center for Democratic Governance and Innovation da Universidade de Harvard. O tema de sua palestra, que se inicia às 19h15, será “Dados Abertos e Sociedade”, na qual abordará quais os impactos da maior liberação e divulgação de dados para a sociedade civil. Levantará o debate sobre em que medida ter mais dados significa ter maior informação e quais os principais casos de sucesso e melhores práticas pela sociedade Civil;
  • Saulo Porto, profissional de Relações Governamentais, com passagens pela Coca Cola, IBM, Shell, ARKO Advice, Totvs e Prospectiva Consultoria. Atualmente é fundador da start up Dado Capital. A partir das 20h, falará sobre “Automatização e Inteligência Artificial”, sobre como empresas, entidades e órgãos públicos podem automatizar e melhorar seu acompanhamento político e legislativo, quais tarefas deixarão de existir e quais habilidades serão necessárias para o futuro dos profissionais de Relações Governamentais;
  • Pablo Cesário, gerente executivo de de Gestão de Interesse da CNI, pós-doutor em  em grupos de interesse e Democracia pela USP. A palestra “Dados para Relações Governamentais”,  às 20h45, discutirá a relação de como dados e informações assertivas podem contribuir para que empresas e instituições públicas e privadas se relacionem e acompanhem melhor o poder executivo e legislativo.

 

Haverá certificado de participação do evento e, pelo limite de espaço no auditório, é obrigatória a inscrição no site do evento. Não perca esta oportunidade e inscreva-se abaixo.

 

 

 

postrelacionados

Comentários

comments

Deixe um comentário