Analistas usuários de Gephi recebem até 63% a mais de salário

A pesquisa e análise de dados baseados em mídias sociais cresce vertiginosamente no Brasil e no mundo. Técnicas, serviços e disciplinas como monitoramento de mídias sociais, mensuração e avaliação de resultados, business intelligence e afins empregam milhares de profissionais em agências, empresas e consultorias. A pesquisa O Profissional de Inteligência de Mídias Sociais no Brasil, desenvolvida em 2016 por Ana Claudia Zandavalle, trouxe inúmeras informações sobre este mercado e seus profissionais, como média salarial, ferramentas mais usadas e preferências.
A pesquisadora compartilhou os dados comparativos entre profissionais que usam ou não o Gephi, o principal software open source de análise de grafos e redes, e a diferença é enorme. Entre os profissionais respondentes da pesquisa, a média bruta salarial foi de R$3987,85 com mediana de R$3000,00. Já entre os profissionais que utilizam a Gephi, a média bruta salarial foi de R$5562,42 com mediana de R$4700,00.

Não é uma relação direta causal, mas a hipótese é que traz em conta outros diversos fatores, como: a) usuários do Gephi tiveram a oportunidade de entrar em contato com ferramentas mais avançadas, como em pós-graduações e cursos de extensão focados em análise; b) como seu uso ainda não é habitual, entre os usuários do Gephi temos profissionais com perfil inovador, característica ligada a melhor retorno profissional; c) as consultorias e empresas de pesquisa especializadas – onde há a oportunidade de capacitação – tendem a pagar mais e; d) a visualização e processamento de redes de grafos ainda são grupos de técnicas raras, porém muito valorizadas por grandes empresas com setores próprios de pesquisa. Quanto a este último fator, vale destacar que apenas 4% dos respondentes da pesquisa já utilizam a ferramenta.

Levando em conta a necessidade de avançar o conhecimento em análise de redes no Brasil, lançamos o nosso curso online focado no tema, o primeiro direcionado a comunicadores:

São mais de 90 aulas desenvolvidas por Max Stabile (IBPAD/Mestre pela UnB), Tarcízio Silva (IBPAD/Mestre pela UFBA) e Marcelo Alves (Vértice/Mestre pela UFF) com o objetivo de capacitar os estudantes a coletar, processar, visualizar e interpretar redes baseadas em dados de mídias sociais: Twitter, Blogs, Instagram e Facebook.

postrelacionados

Tags:  ,   ,   ,   ,   ,  

Comentários

comments

Deixe um comentário