• 4 livros para começar a estudar estatística

    Começar a estudar Estatística por um livro técnico pode acabar assustando mais do que aproximando o aluno. Para lembrar que esta área também possui poderosas ferramentas para contar histórias e explicar o mundo, separamos alguns livros que antes de apresentar fórmulas difíceis vão conduzir o leitor por aplicações práticas, exemplos e momentos de descobertas:  1.

  • O que é deepfake? Exemplos e possibilidades

    Deepfake é uma técnica que cria vídeos e áudios a partir de vozes e rostos que não estavam naqueles locais ou não falaram aquelas palavras. A partir de um banco de exemplos e com o uso de inteligência artificial é possível posicionar pessoas em situações que elas não protagonizaram. “O conceito é relativamente simples. Por exemplo,
  • Science Pulse: ferramenta conecta jornalistas ao debate científico

    Lançada hoje (14/7), a Science Pulse é uma ferramenta gratuita de social listening feita para conectar jornalistas ao debate científico nas redes sociais. A iniciativa ajuda a popularizar conteúdos e personalidades da academia. O que importa para o mecanismo são os assuntos e autoridade de quem fala, então a quantidade de seguidores fica em segundo plano.

  • Como lidar com fake news durante a campanha eleitoral

    Com a minirreforma eleitoral sancionada em 2019 e a pandemia do novo coronavírus, a disputa de 2020 apresenta variáveis que não foram testadas em nenhuma outra eleição. No entanto, um debate que não é novo, mas ficou em evidência durante o último pleito foi o uso de notícias falsas como estratégia para atingir candidaturas. Infelizmente
  • O Google sabe como você se move e onde esteve

    Desde abril de 2020 o Google divulga o relatório de mobilidade. A iniciativa fornece informações sobre as mudanças no deslocamento de comunidades durante a pandemia do novo coronavírus. Na prática, é possível saber, por exemplo, se o movimento nas farmácias de São Paulo diminuiu mais do que nas do Distrito Federal. A base de dados
  • Redes Sociais podem ajudar a prever o resultado de eleições?

    Nesta última sexta-feira (05/6), o IBPAD promoveu uma conversa entre a pesquisadora Débora Zanini, professora do IBPAD e gerente de inteligência de dados da FCB, e o pesquisador Sérgio Denicoli, CEO da AP Exata, sobre as diversas possibilidades de monitoramento de redes sociais e que resultados elas podem trazer. Para Denicoli, as redes sociais são
  • Monitorar a tristeza nas redes sociais pode ajudar a salvar vidas?

    A partir de um olhar mais cuidadoso em diferentes redes sociais é possível identificar inúmeras tendências da política, do entretenimento ou do mercado. Mas seria possível identificar tendências negativas na saúde mental dos usuários através de suas publicações? Segundo o CEO da AP Exata, Sérgio Denicoli, não só é possível mas isso também pode ajudar

OutrasInformações