• Quatro abordagens para análise e pesquisa no Instagram

    No livro SAGE Handbook of Social Media Research Methods, parte dos capítulos são dedicados a particularidades de plataformas específicas, como Weibo, Foursquare, Twitter e o Instagram. No capítulo sobre esta última plataforma, Linnea Laestadius realiza um relevante histórico e problematização das questões próprias de análise de imagem, texto, opiniões e hashtags. Citando Danah Boyd, a
  • Pesquisa: Campanhas representativas da Avon e Dove envolvem os consumidores negros

    Apesar de representarem importante fatia de consumo no Brasil e 54% da população do país, os afro-descendentes não se veem representados nas propagandas que assistem. Em estudo realizado em parceria com a Black Codes, perguntamos a consumidores negros “Qual propaganda você vê ou viu (TV, outdoor, internet etc) que fez com que você se identificasse?”. A resposta líder
  • Consumidores Negros em São Paulo: Lembrança de Marca, Consumo e Influenciadores

    O documento abaixo é resultado de estudo realizado em parceria com a Black Codes. Buscamos compreender preferências dos consumidores negros na cidade de São Paulo, a partir do público do importante evento Feira Preta, com 15 anos de existência. Marcas como Salon Line, O Boticário, Adidas, Nike, Avon e Dove se destacaram em categorias de consumo. Entre os empresários respondentes, a valorização de marcas

  • Curso de Estatística para Comunicadores ajuda profissionais a entender e trabalhar com dados

    No último dia 25 de março, o IBPAD promoveu sua primeira edição do curso Estatística Básica para Comunicadores. A formação é realizada por Cristina Graciele Cardoso, Gerente de Inteligência de Mercado na Agencia 3, Estatística formada pela USP, pós-graduada em Ciências do Consumo pela ESPM. O principal objetivo do curso foi ensinar aos alunos presentes como
  • Entrevista com Adriana Amaral sobre estudos de fãs no Brasil

    [Entrevista realizada por Eloy Vieira, doutorando em Comunicação pela Unisinos e mestre pela UFS, pesquisador sobre fãs, economia e internet] Depois de algumas discussões em torno do último post com os principais pesquisadores sobre os Estudos de Fãs no Brasil, acabei sentindo a necessidade de aprofundar algumas questões para arrematar esta série sobre o tema
  • Análise de redes do #8M no Twitter

    [Texto por Pedro Barciela, pesquisador e entusiasta das redes sociais online. Autor do blog Essa Tal Rede Social] Durante os dias 06 a 09/03, acompanhamos, coletamos e processamos as principais hashtags envolvidas com o #8M, dentre elas: #ParadaBrasileiraDeMulheres, #8MBrasil, #GreveInternacionaldeMulheres, #8M, #ParoInternacionalDeMulheres, #8DeMarco, #WomensStrike, #MujeresEnHuelga, #WomenStrike, #womenstrikeus, #march8strike, entre outras. O objetivo foi capturar menções
  • O que é um insight em web analytics? (dica: não é um número)

    Por Gustavo Pereira Antes de começar este texto, preciso dizer uma coisa: apesar de trabalhar com web analytics e métricas em digital desde 2008, eu sou formado em jornalismo (sim, eu escrevi sobre Celebridades e ex-BBBs). Entretanto, uma coisa que eu aprendi na faculdade foi o conceito da “pirâmide invertida”. Ela pode – e deve
  • Monitoramento de Mídias Sociais para baixo orçamento

    De acordo com estudo da eMarketer de 2016, o Brasil, país latino-americano com maior número de usuários mensalmente ativos nas mídias sociais, continua a aumentar sua população de cerca de 97 milhões de pessoas únicas que acessam ao menos uma mídia social uma vez por mês. A estimativa é que até 2020 ao menos 105.2
  • Cuidado com as métricas públicas ao avaliar seus resultados

    Durante anos, o Facebook foi um terreno explorado por marcas que se preocupavam quase que unicamente a aumentar a base de fãs. Tempos depois, vimos a plataforma sufocar o alcance das páginas, ao ponto de diminuí-lo drasticamente. Hoje não é nada anormal ver marcas com um alcance orgânico de 1% do total de sua base.
  • Thickening no monitoramento e etnografia em mídias sociais

    Iniciando a série de postagens sobre capítulos do livro Handbook of Social Media Research Methods, vamos falar de um dos textos dedicados à pesquisa qualitativa que usa, deliberadamente, o termo small data em seu título. Merece ser o primeiro também para chamar atenção para os procedimentos metodológicos necessários em qualquer pesquisa e monitoramento de mídias
  • Livro organizado por Luke Sloan e Anabel Quan-Haase reúne 39 capítulos sobre pesquisa em mídias sociais

    Lançado neste final de janeiro, The SAGE Handbook of Social Media Research Methods promete ser um marco no ensino de métodos de pesquisa em mídias sociais. Iniciativa do braço de métodos da SAGE, foi organizado por Luke Sloan, da Cardiff University e Anabel Quan-Haase, da Western University. Como explicam os organizadores: Usar dados de mídias sociais para pesquisa científica

OutrasInformações