Estudando discursos em mídia social: uma proposta metodológica

A Editora IBPAD lançou um novo livro: Estudando Cultura e Comunicação com Mídias Sociais. A publicação reúne uma coletânea de publicações de professores, colaboradores e estudantes de atividades do Instituto. São 20 capítulos com reflexões, aplicações e instruções sobre métodos de pesquisa em mídias sociais, incluindo análise textual em rede, etnografia digital, cartografia de controvérsias, mineração e raspagem de dados.

Um dos capítulos foi escrito pela jornalista, professora e pesquisadora Raquel Recuero, da Universidade Federal de Pelotas do Programa de Pós Graduação em Comunicação e Informação da UFRGS. Estuda o discurso mediado por computador, redes sociais e comunidades virtuais na Internet, conversação e fluxos de informação, data science e métodos de pesquisa para mídia social.

Em seu estudo, Raquel propõe utilizar os passos da análise de conteúdo e combinar a análise relacional dos conceitos obtidos com a análise de redes, uma proposta de métodos mistos. O objetivo é discutir a construção de opiniões públicas, que se tornam proeminentes nessas ferramentas digitais e que podem construir percepções sobre produtos, pessoas, serviços e marcas. Além de chegar a um conjunto de categorias mais amplas (ou conceitos) que emergirão da análise sistemática dos dados, constituída de descrição, interpretação e inferência sobre os mesmos, durante estes procedimentos classificatórios.

Em seu texto, a professora ainda foca nos dois grandes tipos de análises de conteúdo: “análises de conceitos” e a “análise de relações”. E para exemplificar a sua importância e uma das formas de aplicação, Raquel aborda a Análise de Redes – que possibilita estudar as relações entre os conceitos em falas na internet, assim como compreender os atores e grupos de destaque que conversam sobre determinados assuntos. Essa análise é feita estudando as posições dos nós e a estrutura das conexões.

De forma prática, ainda demonstra a realização de uma análise de rede utilizando como exemplo dados recolhidos do Twitter pouco antes do julgamento do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva pelo Tribunal Regional Federal 4 (TRF4), em Porto Alegre, no dia 24 de janeiro de 2018. A escolha pelo fato deve-se à popularidade e presença do mesmo nas conversações durante o dia no Twitter.

Confira o texto completo no nosso livro e faça o download.

postrelacionados

Comentários

comments

Deixe um comentário