Conheça a ferramenta de análise do Google Autocomplete do @digitalmethods

A função de “Autocompletar” do Google sugere buscas assim que o usuário começa a digitar palavras. As sugestões são baseadas no histórico de buscas, podendo representar padrões de buscas anteriores em diferentes países e culturas. Para aproveitar estes pontos de dados, o Digital Methods Initiative (DMI) desenvolveu uma ferramenta fácil e gratuita que permite extrair como textos em tabela as sugestões oferecidas pelo Google em diferentes países. Veja abaixo um exemplo de sugestões relacionadas ao termo “monitoramento” e, em seguida, estudos que mostram a aplicação da ferramenta em estudos de culturas:

O DMI é composto por pesquisadores, estudantes e especialistas que pensam e produzem métodos e ferramentas próprias para a coleta de dados nas mídias digitais e sociais (web, Google, Twitter, Facebook e outras) e colabora em diversos projetos, como Issue Mapping for an Ageing Europe, estudo aprofundado sobre as questões do “Envelhecimento Europeu” e mapeamento online dos termos relacionados, onde o Google Autocomplete foi aplicado para análise de aproximação destes termos.

E durante um projeto de verão do DMI foi elaborada a análise “Menstruation across cultures online” por Astrid Bigoni, Loes Bogers, Zuzana Karascakova, Emily Stacey e Sarah McMonagle – grupo de profissionais das áreas de comunicação, jornalismo e política – que queriam entender e debater sobre o assunto menstruação e seus tabus culturais ao redor do mundo.

Para detalhar a análise, houve a utilização das ferramentas criadas pelo Instituto DMI para a combinação de palavras, formulação de nuvens de palavras, análise de plataformas online de diferentes países e de imagens (Google Autocomplete, Text Ripper, Raw Text to Tag Cloud e Wikipedia Cross-Lingual Image Analysis). A pesquisa foi dividida em 3 esferas sobrepostas, sendo elas:

Esfera Privada: Em que foram analisados os fóruns onde as mulheres escrevem livremente depoimentos sobre os assuntos femininos e também perguntam e/ou relatam determinados problemas de saúde que passam ou passaram em algum momento;
Esfera Coloquial: Alguns casos (dentre os depoimentos) foram utilizadas gírias oriundas do twitter ou termos vulgares em relação ao tema da análise. Dessa forma, o Google Autocomplete foi utilizado estrategicamente para completar as frases com ligação à saúde das mulheres e aproximação entre as palavras coloquiais frequentemente utilizadas por elas;
Esfera Clínica: Esta esfera é representada pelas consultas no Wikipedia e NHS (Serviço Nacional de Saúde da Inglaterra), para entender os termos técnicos que foram escritos e as relações das imagens compartilhadas.

Dentre os resultados, destacamos as imagens abaixo com a amostra das sentenças mais consultadas no Google, de acordo com a ferramenta de autocomplete com relação à frase “I’m Having my Period” ou (“Eu estou no meu Período Menstrual” na tradução livre).

Foi percebido que existem duas vertentes em relação ao tema, sendo a 1° voltada para saúde e tratamento e a 2° voltada para questões de higiene, como na representação da imagem à direita pelas categorias de Atividades e Cores que destacam as frases mais sugeridas pelo google e as regiões de onde são frequentemente citadas.

Outro estudo que apresentamos é a tese “Through the eyes of the Machine” desenvolvida em 2013 pelos Doutores Dinamarqueses Tao Legêne Thomsen e Tobias Bornakke, que analisaram os conceitos comerciais, sociológicos, científicos, populares e fundamentos tecnológicos do Big Data, em que utilizaram diversas ferramentas e técnicas de mineração de dados na estruturação da tese como o Gephi, ferramentas do Google, entre outras ferramentas e softwares para tabulação dos dados e formulação de gráficos.

Abaixo, por exemplo, enfatizamos uma das redes geradas através do Gephi e uma das pesquisas realizadas no Google Trend, para entender a conexão e relevância dos agentes que são citados como grande importância durante as análises:

Resultados do Google Autocomplete com a funcionalidade de amostra por quantidade de pesquisa, também foram utilizados na finalização da tese para entender as “ocorrências recentes” sobre o quê e como as pessoas pesquisaram por Big Data.

Veja aqui este estudo completo e caso queira entender mais sobre a utilização da ferramenta Google Autocomplete, indicamos o post Antienvelhecimento na Europa: dados, receitas e tomate, em que explicamos como o estudo “Issue Mapping for an Ageing Europe” foi elaborado.

Nuvem de palavras do estudo sobre o Antienvelhecimento Europeu – “Ageing issue cloud”

Aproveite para conhecer a formação completa em análise de mídias sociais, que agrega os cursos online de Monitoramento, Análise de Redes e Etnografia em Mídias Sociais, liderados por professores com formação sólida tanto no ambiente acadêmico quanto mercadológico, com passagens por grandes agências e empresas referências na área. Assista abaixo o vídeo sobre curso de Monitoramento:

postrelacionados

Comentários

comments

Comentários (1)

Deixe um comentário