Internet e eleições no Brasil

capa-interneteleicoesGrupo de Pesquisa em Comunicação Política e Opinião Pública (CPOP) do Programa de Pós-Graduação em Ciência Política da Universidade Federal do Paraná divulgou no final do ano passado a coletânea “Internet e eleições no Brasil”. Com 24 autores de universidades de todo o país, o e-book mapeia os estudos brasileiros voltados para as apropriações da internet no cenário eleitoral – com foco na análise das eleições de 2014 a partir de diferentes usos dos meios digitais.

“Trata-se de um esforço conjunto para olhar o modo como a internet foi utilizada durante o período eleitoral, seja do ponto de vista dos partidos e candidatos, que se apropriam dessa plataforma para complementar a campanha, seja dos novos mecanismos que conferem espaço para o debate político-eleitoral e, também, a partir do modo como os convencionais meios de comunicação se inserem em ambientes digitais e contribuem com o processo democrático.”

A coletânea está dividida em três blocos temáticos que englobam as diferentes linhas de pesquisa que contemplam a temática debatida: público nas redes sociais digitais – estudos que discutem o debate político-eleitoral, tendo como perspectiva a atuação do cidadão naquele cenário; candidatos em espaços online – trabalhos que examinam o uso que os candidatos fazem das ferramentas oferecidas pela internet, tais como os websites, os aplicativos e as redes sociais; webjornalismo em período eleitoral – pesquisas preocupadas com o modo como ocorreu a cobertura jornalística eleitoral no ambiente online.

Jaqueline Buckstegge, pesquisadora do IBPAD, é uma das autores do terceiro capítulo, “O debate em Horse Racing e a transitoriedade da opinião pública na web: comentários no Facebook e eleições presidenciais brasileiras de 2014”, ao lado dos autores Ricardo Dantas Gonçalves, Bruno Fernando da Silva e Bruno Washington Nichols. O capítulo analisa o debate público na internet a partir dos comentários em páginas de jornais regionais e nacionais, na busca de identificar as transições de posicionamento dos participantes em eventos de pré-eleitorais como pesquisas de intenção de voto.

Clique aqui para conferir a obra na íntegra!

postrelacionados

Comentários

comments

Comentários (1)

Deixe um comentário