Monitoramento: acompanhar desempenho de campanhas é só a ponta do iceberg

[Texto do prof. Wesley Muniz, que faz parte do time de professores de Monitoramento de Mídias Sociais no IBPAD]

Quando se fala em monitoramento de mídias sociais, a primeira coisa que pensamos quando temos o mínimo do conhecimento sobre o mercado de mídias sociais é sua função para o acompanhamento de acontecimentos e conversas sobre marcas nas diversas redes sociais. Um olhar de cima sobre o que acontece por baixo. Porém, um monitoramento eficiente é justamente um olhar de todos os ângulos sobre o que acontece em qualquer lugar.

Monitoramento não é apenas “ver” ou “escutar” o que os usuários dizem em seus meios sociais sobre determinados assuntos, produtos ou marcas. A fase de “ouvir” não é nem o pico de um grande iceberg que envolve todos os processos da importância que o monitoramento de mídias sociais representa em uma campanha ou estudo de usuários e conteúdo.

Assim como em um iceberg (em que geralmente apenas 10% de sua massa emerge à superfície), um monitoramento de mídias sociais pode ser mais complexo, envolvendo um planejamento robusto que pode evitar que um monitoramento que serviria para reportar o desempenho de uma campanha, cometa erros que comprometam o sucesso da mesma campanha.

monitoramento - iceberg

Monitorar é gerir. Se você jogou SimCity, um jogo que simula a administração de uma cidade, vai entender muito bem do que estou falando. Em SimCity, todas as ações do administrador da cidade são baseadas em seu monitoramento do que faz um cidadão do jogo feliz, o que inclui suas necessidades mais básicas (como saneamento, pavimentação etc.), quanto as mais “luxuosas” como o entretenimento. Conhecer aspectos culturais é tão necessário que tomar uma ação sem embasamento nos cidadãos pode fazer com que a avaliação positiva do “prefeito” caia drasticamente.

sim city

Um planejamento de monitoramento não é diferente disso. A metodologia pode ser tão complexa que, mesmo dentro do monitoramento, alguns profissionais acabam se especializando em processos específicos, como monitoramento político, social listening, mapeamento de usuários, SAC 2.0, benchmarking, estudo de conteúdo, tendências de mercado e outras diversas possibilidades que uma área de estudo não tão nova como se pensa pode fornecer.

Já ouvi profissionais dizerem que têm medo de entrar na área de monitoramento achando que é “humanas demais” pelas análises comportamentais frequentes e conversas de pessoas que precisam ser analisadas até mesmo com background cultural abrangente. Ainda há quem pense que o monitoramento pode conter elementos de “exatas demais”, devido a sua exigência de compreensão de dados e análises gráficas que podem até ser um pouco mais complexas.

A verdade, se é que existe uma, é que o monitoramento alinha estes dois polos de estudo, humanas e exatas, em uma medida tão equilibrada em certos pontos que acaba se tornando uma ciência de extrema importância para as campanhas nas mídias sociais quanto fora delas. E pode ser mais divertido do que se imagina.

nem exatas nem humanas - monitoramentos

Imagine se você pudesse ler a mente das pessoas e dar a elas o que elas querem antes mesmo de elas pedirem, surpreendendo-as. Pois é praticamente isso que o monitoramento de mídias sociais faz. Nós lemos e identificamos nas conversas aquilo que os usuários e os consumidores querem ou fazem, e que muitas vezes nem eles mesmos ou as marcas sabem. Somo videntes de interpretações sociais e de dados.

Ainda no âmbito de possibilidades profissionais, um(a) bibliotecário(a), um matemático(a), um(a) jornalista(a) e até um(a) biólogo(a) possuem traços analíticos muito importantes e necessários, com bagagens culturais e científicas com ótimo grau de contribuição para o crescimento e discussão do mercado de monitoramento de mídias sociais. E estes profissionais muitas vezes nem sabem o quão podem ser necessários.

Monitoramento não é um trabalho limitado ao acompanhamento. É um trabalho do qual se extrai muitos insumos e informação, retroalimentando uma campanha, fazendo parte da própria campanha. Por isso merece tamanha atenção.

Aproveite e conheça o pacote de cursos online de Monitoramento, Análise de Redes e Etnografia em Mídias Sociais. Com professores referências no mercado e academia, a formação tem o objetivo de ensinar conceitos, ferramentas e técnicas detalhadas nas áreas pertinentes.

postrelacionados

Comentários

comments

Deixe um comentário