Conheça todos os recursos da nova API para Acadêmicos do Twitter

Há tempos, o Twitter é reconhecido mundialmente pela abertura dos dados públicos da rede para acadêmicos ou pessoas interessadas em pesquisas envolvendo conversações na rede. Em um primeiro momento, logo após o lançamento da novidade, fizemos uma publicação com detalhes sobre o que a nova API trazia para pesquisadores de todo o mundo, inclusive no plano das implicações sociais e de governança dos dados. Agora, damos mais um passo para apresentar as novidades da API em termos mais técnicos, porém sem deixar de lado a acessibilidade no conteúdo para pessoas que ainda não estão familiarizadas com o assunto.

Por isso, traduzimos e adaptamos todo o material de apresentação dos endpoints e recursos a partir de um material da equipe de desenvolvedores do Twitter. O conteúdo visual a seguir tem o intuito de familiarizar pesquisadores que se interessam pelo tema ou têm intenções futuras de conhecer as novidades e explorar novas possibilidades para a pesquisa envolvendo métodos digitais. 

O material adaptado apresenta as principais características e funcionalidades da API especial lançada no início deste ano de 2021. Com a novidade, pesquisadores que lidam com dados da rede têm agora três opções para acessar os datasets: a partir da nova linha de produtos para acadêmicos, o que inclui a versão 2 da nova API; versão Enterprise, serviço pago voltado a negócios e estratégias comerciais para empresas e com diversas opções de customização de acordo com as necessidades; e Curadoria de Datasets, que oferece uma seleção especial de dados sobre um tópicos já prontos, ideal para pessoas que querem analisar um assunto específico.

Para ter acesso à linha de produto especial para acadêmicos, é necessário seguir alguns critérios, como: 1) ser estudante, pesquisador ou funcionário de alguma universidade ou instituição e estar envolvido em um projeto de pesquisa que envolva os dados da rede; 2) ter objetivos e justificativas claras sobre o que pretende fazer com os dados na pesquisa; 3) seguir as regras e condições sobre o uso não-comercial dos dados da rede. A solicitação pode ser feita por um formulário na própria plataforma.

postrelacionados

Comentários

comments

Comentários (1)

Deixe um comentário