Connected Paper: ferramenta gratuita mostra rede de conexões bibliográficas

Este texto é uma tradução e adaptação da postagem feita por Eddie Smolyansky.

Depois de um longo período de incubação, a ferramenta Connected Paper foi disponibilizada ao público. Para usar, basta inserir um artigo de interesse e a plataforma gera um grafo que mostra o contexto do artigo e suas interconexões. 

(O site está disponível apenas para desktop. Ainda não é amigável para navegadores mobile.)

Grafo do trabalho How Does Social Capital Affects Retweets (Raquel Recuero, 2011)

Para criar cada grafo, o Connected Paper analisa cerca de 50 mil artigos e seleciona alguns que têm conexões mais fortes com o artigo original (mais sobre a metodologia abaixo).

Cada nó (círculo) no grafo representa um artigo que pode se pré-visualizado na lateral direita da ferramenta. Clicando no botão  “Build a graph”, o artigo escolhido serve como origem de um novo grafo, que é produzido em segundo plano. Assim, a cada rodada é possível refinar ou expandir a busca para encontrar novos artigos relevantes. 

 

O problema

Quase todo projeto de pesquisa, seja acadêmico ou de negócio, envolve uma fase de revisão de literatura.  Quando encontramos um artigo interessante geralmente nós queremos:

  • Encontrar outras abordagens e metodologias para o mesmo assunto;
  • Investigar o estado da arte da pesquisas naquele campo;
  • Identificar as principais leituras e bases para a construção daquele artigo;
  • Explorar o tópico e ficar sabendo das tendências e dinâmicas da literatura daquele assunto.

Anteriormente, a melhor maneira de fazer isso era ter uma lista de referências ou torcer para palavras-chave darem conta de encontrar textos relevantes nos buscadores ou outras bases de dado. 

 

Então, como funciona?

Connected Paper não é uma árvore de citações. Isso já existe. Ao contrário, na ferramenta os artigos são organizados de acordo como sua similaridade. Significa que até artigos que não têm citações diretas entre si podem aparecer se conectar (fortemente) e aparecer próximos no grafo.

Explicando melhor: a similaridade é baseada primeiramente nos conceitos de co-citation e bibliographic coupling (também conhecida como co-reference). De acordo com estes medidas, assume-se que dois artigos que tem uma grande intersecção de citações e referências tem alta chance de tratarem de assunto correlato.

 

Entendendo o grafo

O grafo do Connected Paper é articulado para fazer os artigos mais relevantes aparecerem imediatamente.

O algoritmo define o layout agrupando os artigos pela similaridade e também aponta as conexões (arestas) por meio de linhas. Artigos famosos (com muitas citações) são representados por círculos maiores (nós) e artigos mais recentes são representados por uma cor mais escura. 

Ou seja, um artigo com muitas citações de 2020 vai ser representado com uma bola maior, mais escura e possivelmente vai estar no centro do grafo. Desta forma, é, por exemplo, mais fácil encontrar um novo artigo importante na sua área de pesquisa. 

 

Lista

Em alguns casos, em vez do grafo, pode ser conveniente olhar apenas a lista de artigos conectados. Para estas ocasiões, a ferramenta disponibiliza o List view, que pode ser acessada clicando no botão “Expand” na parte superior esquerda da ferramenta. Aqui, você pode ver mais detalhes dos artigos, ordenar e filtrar de acordo com várias propriedades.

 

Artigos principais e derivados

A seção Prior works lista os artigos mais usados e antigos que estão conectados ao grafo. Geralmente incluir os trabalhos iniciais do campo que influenciaram a próxima geração de pesquisas.

Enquanto isso, a seção Derivative works é o oposto: mostra a lista dos artigos mais comuns que descenderam dos artigos no grafo. Geralmente inclui artigos importantes para o estado da arte ou revisões sistemáticas e meta-análises no campo.

Estas opções são especialmente úteis quando se tem um artigo de um geração de pesquisa e você deseja encontrar os sucessores e precursores do mesmo tópico.

 

O Connected Paper

O Connected Paper começou como parte de um projeto entre amigos. Eles passaram pela labuta de revisões de literatura por vários anos e pensaram em como resolver isso.

Durante 2019, eles se encontram nos fins de semana e fizeram o protótipo da ferramenta que permitiria um tipo de pesquisa bibliográfica diferente. Quando eles perceberam como suas pesquisas tinham ficado mais fluídas – e os amigos começaram a pedir cada vez mais para usar – se comprometeram em lançar para o público.

Pela ciência.

Os criadores da ferramenta incentivam sua divulgação e estão abertos ao debate. Você pode seguir a conta deles no twitter ou enviar um e-mail para hello@connectedpaper.com

 

postrelacionados

Comentários

comments

Deixe um comentário