O livro Estudando Cultura e Comunicação com Mídias Sociais está completando um ano e veja como foi o impacto, distribuição, referências

Organizado por Tarcízio Silva (IBPAD), Jaqueline Buckstegge (IBPAD) e Pedro Rogedo (DPZ&T), o livro Estudando Cultura e Comunicação com Mídias Sociais é uma coletânea de artigos feitos por nossos professores, parceiros e, pela primeira vez foram incluídos na chamada aberta, nossos alunos. Completando um ano, o livro oferece 20 olhares sobre a questão de “Como estudar a cultura e comunicação com e através das mídias sociais?”, através de textos inéditos de profissionais e pesquisadores de vários níveis.

Referência para profissionais:

Em novembro de 2018 foram divulgados os dados da pesquisa O Profissional de Inteligência em Mídias Sociais no Brasil, que apontou o livro, recém lançado, como uma das referências no ano para profissionais brasileiros. Em primeiro lugar, ficou nosso primeiro livro “Monitoramento e Pesquisa em Mídias Sociais: metodologias, aplicações e inovações” (2016):

Distribuição

Desde o lançamento nossos alunos das Formações Online receberam em casa a versão exclusiva impressa da publicação como material de apoio.
A versão online do livro foi acessada por mais de 5.000 profissionais, e assim com eles você poderá fazer o download gratuito, para isto, basta preencher o formulário disponível na página do livro.

Parte da tiragem foi reservada para bibliotecas de universidades. As instituições a seguir já podem ter exemplares, consulte o site da sua biblioteca.

Leia resumos de alguns capítulos:

Leia obras que citam capítulos do livro:

Trabalhos acadêmicos (artigos, teses, relatórios) que citam o livro e seus capítulos

BARBOSA, Ramsés.  Estudando cultura e comunicação com mídias sociais (resenha). Comunicação Pública, Vol. 14, n.26, 2019.

BARRETO, Pedro. Mineração textual e os Cinco Traços de Personalidade nos planos de governo presidencial para 2018. Online, 2019.

CAMPOS, Christiane; DORNELLES, Wagner. Além da Pauta Político-Social: youtubers negras e a importância da temática da beleza estética para a representatividade racial. Anais da III Jornada Internacional GEMInIS. UFSCAR, São Carlos, 2018.

FARIAS, Daniel. Da ribalta à coxia no Facebook: a construção dos perfis na rede. Disertação de Mestrado. Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, 2019.

LOUREIRO, Eliana Regina Lopes; CASADEI, Eliza Bachega. “ISSO A GLOBO NÃO MOSTRA”: dimensões afetivas das notícias falsas no debate sobre o descrédito da imprensa tradicional. Anais do Congresso Compolítica. Brasília, 2019.

MORAES, Karin. Entre acordes e afetos: a música de Luis Alberto Spinetta como elemento de identificação. Anais do I Seminário Sociologia e Política da UFSC. Florianópolis, 2019.

PINHEIRO, Wesley. Públicos Seguidores x Públicos Consumidores: desafios sobre a análise de engajamento em mídia social. In: MARASSI, A.; PINHEIRO, W. Diálogos entre a comunicação, Filosofia e Tecnologia. São Paulo: Editora Fapcom, 2019.

SILVA, Hozanni Azevedo da. Rede social Facebook: o papel (des) educativo na sociedade contemporânea, uma análise sobre suas narrativas. Trabalho de Conclusão de Curso em Pedagogia. Universidade Federal do Rio Grande do Norte. 2018.

SILVA, Tarcízio; APOLONIO, Brunno; MEIRELLES, Pedro. Visão Computacional nas Mídias Sociais: estudando imagens de #férias no Instagram. Anais do I Encontro Norte-Nordeste da ABCiber. São Luís, 2018.

TORZESCHI, Natan Pipper. Jornalismo mobile: recepção de informações em transmissões esportivas no aplicativo globoesporte.com. Trabalho de Conclusão de Curso em Jornalismo. Unijuí, 2019.

postrelacionados

Comentários

comments

Deixe um comentário