Blog do IBPAD

  • Livro organizado por Luke Sloan e Anabel Quan-Haase reúne 39 capítulos sobre pesquisa em mídias sociais

    Lançado neste final de janeiro, The SAGE Handbook of Social Media Research Methods promete ser um marco no ensino de métodos de pesquisa em mídias sociais. Iniciativa do braço de métodos da SAGE, foi organizado por Luke Sloan, da Cardiff University e Anabel Quan-Haase, da Western University. Como explicam os organizadores: Usar dados de mídias sociais para pesquisa científica

  • A visualização de dados como instrumento para contar histórias

    Quem trabalha com comunicação ou pesquisa digital constantemente se depara com uma avalanche de dados que, se não for bem tratada, pode se tornar uma poderosa dor de cabeça. Profissionais de métricas e monitoramento, por exemplo, já têm no seu escopo de trabalho uma função dedicada por completo à elaboração de relatórios que devem apresentar
  • 7 pesquisadores brasileiros que estão estudando fãs

    por Eloy Vieira, professor do curso Fãs, Segunda Tela e Marketing. Em um mapeamento realizado em 2015 acerca da produção científica sobre fãs, a doutoranda em Comunicação e também pesquisadora do assunto, Giovana Carlos, encontrou apenas 5 pesquisas publicadas na Compós daquele ano e outros 51 trabalhos dispersos em diferentes eixos temáticos da Intercom no mesmo período.
  • Simpósio promovido pelo IBPAD e Stilingue debaterá inteligência em mídias sociais em 3 de fevereiro

    Acontecerá em 3 de fevereiro o Simpósio de Inteligência em Mídias Sociais promovido pelo Instituto Brasileiro de Pesquisa e Análise de Dados e a Stilingue – Inteligência Artificial. Durante um dia inteiro de palestras e debates, os participantes poderão conferir a experiência de alguns dos profissionais que estão avançando o mercado de inteligência digital no Brasil.

  • Análise de sentimento: uma evolução gradativa e urgente

    Quem trabalha com monitoramento de mídias sociais conhece muito bem a análise de sentimentos (positivo, negativo e neutro). Essa metodologia se tornou tão popular quanto o próprio trabalho de monitoramento, muitas vezes causando uma associação automática entre uma coisa e outra. Mas será mesmo que o único caminho – ou o caminho mais apropriado – a

  • Do fã ao fandom: práticas interacionais internas de consumo

    por Eloy Vieira, professor no curso online Fãs, Segunda Tela e Marketing. Imagem: OFuxico.com “[...] tornou-se impossível discutir consumo da cultura popular sem fazer referência a fandom ou às teorias de fãs tanto quanto é quase impossível encontrar rincões da vida pública que não são afetados por eles” (SANDVOSS, 2005, p.3) Essa citação do Sandvoss, traduzida livremente
  • Influenciadores: como mensurá-los?

    O debate sobre o uso de influenciadores nas estratégias de comunicação digital das marcas esteve em alta durante todo o ano de 2016. É válido lembrar, entretanto, que os estudos da influência social não são recentes, tendo seus primórdios nas pesquisas do sociólogo Paul Lazarsfeld, na década de 40. Desde então, a publicidade tem se

  • Onde estudar etnografia na internet?

    Cada vez mais menções a etnografia circulam na imprensa e mercado, tornando especialmente importante abordagens responsáveis sobre seus conceitos. Mas, como fazer isto? Listamos três dicas para quem procura estudar etnografia na internet:   Acompanhe e siga blogs, Twitter e canais de professores As mídias sociais são muito utilizadas para divulgação científica por pesquisadores e profissionais, sobretudo
  • Internet e eleições no Brasil

    O Grupo de Pesquisa em Comunicação Política e Opinião Pública (CPOP) do Programa de Pós-Graduação em Ciência Política da Universidade Federal do Paraná divulgou no final do ano passado a coletânea “Internet e eleições no Brasil”. Com 24 autores de universidades de todo o país, o e-book mapeia os estudos brasileiros voltados para as apropriações da

OutrasInformações