#RedeIndica com Kelvin Alves: 7 ferramentas de análise de texto para usar no dia a dia

No segundo post da série #RedeIndica, convidamos o Kelvin Alves para fazer uma lista para nossa comunidade de leitores e seguidores. Para a curadoria, Alves escolheu 7 ferramentas voltadas à análise de textos e conteúdos para serem utilizados no dia a dia profissional ou acadêmico. 

 

Kelvin Alves é graduado em Comunicação Social – Publicidade pela Faculdade Zumbi dos Palmares. Atualmente, é Analista de Insights na agência F.biz (São Paulo), onde utiliza conhecimentos envolvendo análise de textos para fazer social listening, buscar novos dados e informações sobre os consumidores e traçar novas estratégias a partir de dados. Além disso, ele é autor de análises envolvendo músicas do compositor e rapper Djonga, disponíveis em sua página Elegua – Iniciativa de Pesquisa. 

WordWanderer

Ele é uma ferramenta que gera uma nuvem de palavras através de uma base de texto que você pode inserir. No site você consegue entender a diferença da frequência dos termos pelo tamanho deles (quanto maior, mais frequente na base). Há também a possibilidade de entender a interação entre dois termos a partir da seleção deles. A ferramenta exibe uma nuvem com os termos mais utilizados entre as duas palavras e quais são os que estão mais para um termo A ou para um termo B.

Word tree (da Jason Davies)

Por meio da inserção de uma base também, o site gera uma árvore de termos com os mais frequentes. É possível buscar por um termo dentro da base inserida também e entender quais são as ligações seguintes dele.

Sobek

O Sobek é uma ferramenta desenvolvida pela UFRGS. Ela é uma ferramenta de mineração de texto, mais utilizada para entender textos mais corridos, como artigos e textos educacionais. Com a sua base de texto, é possível entender os principais pontos e ligações feitas dentro desta mesma base. Ela ajuda muito a entender a produção textual e também os pontos principais de um texto ou artigo.

Voyant

Utilizo ele com menos frequência, porém ele também me auxilia a entender os principais termos de uma base que eu já tenha coletado. O que acho mais interessante nele é a função de correlação que ele oferece para entender quais termos mais se correlacionam ou não nesta minha base.

SameDiff

Da DataBasic, o SameDiff eu já usei para alguns trabalhos bem interessantes. Ele compara duas bases que você possui e entende quais são os principais termos presentes apenas na base A e os principais apenas na base B. E também ele exibe quais são os principais termos presentes nas suas bases de texto.

RiteTag

Gosto muito dele, mas usei com pouca frequência. Ele não é tão denso para análise de texto, mas consigo complementar análises textuais de temas em ascensão. O RiteTag entende quais são as principais ligações de uma hashtag e o quão forte ela se mostra presente ou não.

Gephi

O Gephi é meu queridinho. Uso ele quase diariamente. Utilizo bastante para entender as principais conversas e termos de algum assunto que coleto no dia. Através disso, consigo entender comportamentos mais usados ou menos que possam ser aproveitados.

Embora não seja um software propriamente dito de análise de texto (mas de análise de redes), alguns softwares como WORDij e Iramuteq permitem que seus outputs sejam trabalhados nele.

Inscreva-se no novo curso do IBPAD!

 

Para utilizar algumas dessas ferramentas e aprender a fazer análise de textos, inscreva-se em nosso novo curso de Técnicas para Análise de Textos. Com ele, você irá compreender como é fácil fazer análises de diversos tipos de conteúdo e tirar delas insights importantes para decisões da sua pesquisa ou planejamento. Aproveite!

postrelacionados

Comentários

comments

Deixe um comentário