#RedeIndica com Rebeca Garcia: 7 fórmulas do Google Planilhas para acelerar suas análises

O terceiro post da série #RedeIndica traz algumas recomendações da Rebeca Garcia, nossa convidada para curadoria de referências. Para esse texto, ela decidiu separar 7 fórmulas imperdíveis para quem trabalha com análise de dados a partir do Google Planilhas. O Planilhas é uma ferramenta muito útil porque é simples, gratuito e tem a capacidade de integração com outros aplicativos, além de funcionar inteiramente via nuvem e não depender do download de arquivos a todo momento.

Rebeca Garcia é professora do IBPAD e atualmente Business Intelligence no Núcleo de Mídia da Caixa Econômica Federal. Participa também do Centro de Pesquisa em Comunicação Política e Saúde Pública da Universidade de Brasília (UnB).

Aviso importante da autora:  As fórmulas a seguir são exclusivas do Google Planilhas e não existem, com esses nomes, em outras ferramentas similares. No entanto, não significa que não seja possível obter os mesmos resultados de análise, mas vai ser preciso usar outra lógica de análise e fórmula.

1.  =query

A fórmula permite usar lógica similar ao SQL dentro do Google Sheets. Ajuda a empilhar planilhas, agregar resultados e filtrar dinamicamente.

2. =regexextract

Para retirar textos de uma célula a partir de lógicas mais complexas do que as fórmulas ESQUERDA e DIREITA conseguem proporcionar. Se o texto tiver algum padrão que possa ser extraído por expressão regular, essa é a fórmula.
Veja como fazer.

3. =unique

Seleciona valores únicos dentro de um intervalo. Ajuda na fase inicial de exploração da base, boa fórmula para identificar aqueles casos atípicos que ocorrem em apenas uma célula.
Veja como fazer.

4. =split

Para dividir um texto com base em uma regra simples, como, por exemplo, toda vez que encontrar um espaço vazio ou underline.
Veja como fazer.

5. =importrange

Para importar uma planilha para outra de maneira dinâmica. A fórmula é boa para momentos em que você quer proteger alguns dados (em outra planilha), mas enriquecer a tabela com outras informações.
Veja como fazer.

6. =importdata

Para importar dados dinamicamente a partir de um arquilo/URL .csv. Ótimo para automatizar requisição de dados via URL e manter sua base de dados atualizada.
Veja como fazer.

7. =codifurl

Prepara textos com espaços e caracteres especiais para serem usados como URL. Bom uso para planilhas de parametrização que podem, por algum erro, acabar deixar sobrando um espaço ou carácter indesejado na URL original.
Veja como fazer.

postrelacionados

Comentários

comments

Deixe um comentário