Monitoramento de Mídias Sociais para Campanhas Eleitorais – Módulo Extra – Level Up

Monitoramento de Mídias Sociais para Campanhas Eleitorais – Módulo Extra – Level Up

Online

Pesquisas de opinião pública são as mais relevantes ferramentas para se compreender o jogo eleitoral. Elaboramos um Módulo exclusivo para alunos da Formação Analista de Inteligência Eleitoral, para formuladores de estratégias, as pesquisas de opinião trazem dados relevantes para aumentar assertividade das decisões durante uma campanha. Para analistas, as pesquisas de opinião são insumos fundamentais para entender melhor o cenário eleitoral. Para ambos, dados obtidos em pesquisas de opinião dão validade científica e empírica para  determinadas  escolhas.

 

 

6x de R$198,50 sem juros no cartão de crédito via Pagseguro

R$1.191,00

Inscrições: ABERTAS
Início: Imediato

Descrição

 

1.     Objetivo

O objetivo do curso é ensinar a coletar, analisar e a interpretar dados provenientes de plataformas como Facebook, Twitter, Instagram, Blogs e notícias.

2.     Carga Horária

25 horas aula

3.     A quem se destina

Estudantes e profissionais de Comunicação, Publicidade, Jornalismo e áreas correlatas afim de trabalhar com comunicação política.

4.     A quem não se destina

Profissionais sem nenhuma experiência prática ou teórica em serviços ou disciplinas de comunicação digital e mídias sociais.

5.     Você vai sair do curso capaz de

– Planejar o monitoramento de keywords, canais, pessoas, locais e blogs em mídias sociais;

– Analisar dados em determinados contextos para elaboração de estratégias;

– Apresentar dados de maneira relevante e estratégica para o cliente;

– Desenvolver propostas de serviços de monitoramento de mídias sociais para inteligência de mercado.

6.     O que você precisa para o curso

– Computador e acesso a internet;

– Curiosidade e animação.

Parte 1

Videoaula 1: O que vamos estudar?

  • Apresentação Pessoal
  • Apresentação do Módulo Monitoramento e Eleições: 
    • O que vamos estudar?

Videoaula 2: Percepção, verdade ou narrativa?

  • It’s all about perceptions:
    • Não necessariamente estamos buscando verdades e mentiras ao analisar monitoramentos. O objetivo é buscar percepções, se colocando no papel de observador e não se juiz.
  • Narrativas:
    • Essas percepções, em geral, são traduzidas em narrativas, que viram “narrativas” quando avaliadas dentro de um contexto de relevância, recorrência ou tamanho.

Videoaula 3: O contexto é rei!

  • Entendendo a importância do contexto:
    • Em eleições, por diversas vezes, o contexto é o rei. Nunca deve ser abandonado e sempre considerado. Desde a configuração de ferramentas de monitoramento até a análise.
  • Contextos Quantitativos:
    • Os números de um relatório de devem ser sempre analisados em um determinado contexto. Por exemplo: Ter 1000 menções relativas ao seu candidato significam o que? Sem contexto algum, nada. Se você compará-las a um período anterior, a concorrentes ou ao “tamanho” de um local, com certeza alguma coisa.
  • Contextos Qualitativos:
    • Da mesma maneira a análise de narrativas recorrentes deve ser feita com base no contexto daquela eleição, para identificar assim as mais relevantes.

Videoaula 4: Taguear é preciso.

  • A relevância do tagueamento:
    • Um dos fatores mais relevantes pro voto de uma pessoa é o ciclo social onde ela está inserida. Por isso, taguear é preciso. Algumas ferramentas oferecem a possibilidade de se colocar múltiplas tags em usuários. Você pode, por observação, separar grupos do seu interesse e começar a agir. Grupos à esquerda, direita, do bairro, de assuntos e temas. A partir daí é hora de filtrar e fazer análises específicas.

Videoaula 5: Você sabe qual o seu objetivo?

  • A importância de um objetivo bem definido.
    • Em diferentes eleições é necessário estabelecer diferentes objetivos que refletem no trabalho a ser realizado no monitoramento de redes. Eleições com poucos candidatos, segundo turno e situações onde o principal objetivo é converter indecisos, o “alcance” e “impressões” deverão ser os objetivos prioritários. Em eleições onde há muitos candidatos ou situações onde converter ou convergir os “apaixonados” é o objetivo principal, o “engajamento” deve ser o objetivo prioritário. (Tiraria essa parte. Dexaria a primeira frase lá em cima.)

Videoaula 6: Dicas para sua busca.

  • Pequenas (Tiraria o “Pequenas”) Dicas para ajudar na hora de configurar a sua busca.

Videoaula 7: FakeNews: o que fazer?

  • Como combater às FakeNews

Videoaula 8: Relatórios que o cliente lê.

  • Como fazer relatórios interessantes?
    • Esse é um desafio. O primeiro e principal passo no formato é ter foco no cliente. E existem clientes visuais, sinestésicos ou auditivos.
      • Visuais: O textão não vai funcionar. Tente gráficos e imagens relevantes com textos que agreguem informações importantes.
      • Cinestésicos: Textos maiores e mais analíticos tem mais chance de funcionar. Entregar algo impresso ou fazer reuniões presenciais pode ajudar.
      • Auditivos: Se estiver tendo dificuldades, um resumo em áudio por WhatsApp, ligação telefônica ou reunião presencial podem ajudar (Tiraria essa parte. Deixaria apenas a primeira frase lá.)
  • No conteúdo, o importante é ser objetivo e estratégico. Entender o que realmente é relevante para cada público alvo. Sempre que possível incluir uma sugestão de ação para o cliente final.

Parte 2

Quem está atrás da tela?

Dentro do monitoramento, o estudo de públicos é uma das melhores formas de entender como o contexto dos usuários ajuda a condicionar seu posicionamento. Para explorar o cenário eleitoral especificamente, vamos explorar a importância de estudar públicos e as dimensões estratégicas.

  • Como estudar atores em monitoramento eleitoral?
  • Quais as principais formas de compreender comportamento?
  • Como acionar a inteligência de público em estratégia?

Como te encontrar? Como configurar a coleta para entender públicos?

Na configuração de ferramentas, é importante explorar ao máximo o posicionamento e expressão dos diferentes nichos de atores que pautam as temáticas de nosso interesse. Dessa forma, conseguimos compreender o cenário de forma mais holística e propor ações mais eficientes.

  • Como configurar o monitoramento pensando em estudos de público?
  • Quais ferramentas utilizar?
  • Como preparar a coleta de dados pensando nos resultados para estratégia?

Como sua privacidade limita meu relatório?

A atual regulamentação de privacidade de dados, trabalhada pelas diferentes redes sociais a partir da GDPR, traz um novo cenário de coleta e análise de dados de público. É importante compreender quais são nossos limites de atuação e quais as principais formas de, mesmo dentro dos limites de uso de cada canal, trabalhar os contextos de público da melhor forma possível.

  • Principais dimensões legais para Inteligência eleitoral
  • O que já podemos aplicar?

Extra, extra! Como a imprensa influencia?

Quando trabalhamos com acompanhamento de opinião em eleições, é essencial entender a imprensa como um grande ator e influenciador. Dentro das redes sociais isso não é diferente. Precisamos entender como analisar o poder de pauta e viralização dos atores de mídia e como trabalhar sua repercussão junto à opinião de nosso usuário-alvo.

  • Principais tendências de comportamento midiático ao longo de eleições?
  • Como abordar a influência da imprensa na opinião digital?
  • Como isolar e analisar impacto da pauta midiática?

A psicologia do eu: personalidade e emoções

Uma das dimensões mais interessantes no trabalho de público em eleições é o estudo do impacto de emoções e dimensões psicológicas na tomada de decisão do voto. Várias formas de entender como o eleitor se comporta na relação racional x emocional já foram adaptadas para realidade brasileira e dados de redes sociais podem ser muito úteis para tomada de decisão estratégica.

  • Quais as principais teorias de emoção e eleições?
  • Como encontrar isso em redes sociais?
  • Como medir efetividade?
  • Como utilizar estrategicamente em comunicação?

Como sei que minha inscrição foi confirmada?

Caso tenha optado por pagamento via PagSeguro, após a confirmação da compra, em até 2 (dois) dias úteis, você receberá um e-mail de nossa equipe com a confirmação de sua inscrição.

Se seu pagamento foi por transferência, pedimos que envie o comprovante para o contato@ibpad.com.br e, assim que o pagamento for reconhecido por nossa equipe financeira, lhe enviamos a confirmação.

Receberei certificado?

Sim, você receberá certificado de curso de extensão, com a carga horária específica delimitada na página do curso. O certificado é individual e terá o mesmo nome que você utilizou na compra. Caso precise de um certificado impresso, entre em contato conosco pelo contato@ibpad.com.br.

Para a certificação, há avaliações, provas e notas?

Os cursos são baseados em confiança mútua entre instituição e estudante. Certificados serão concedidos a alunos com presença superior a 75% das aulas.

O certificado é reconhecido pelo MEC?

Nossos cursos presenciais são classificados como cursos livres de qualificação ou de atualização, ou seja, não são cursos de graduação, pós-graduação ou técnico profissionalizante. Portanto, não precisam ser reconhecidos pelo MEC.

O meu certificado vai ser reconhecido pelo mercado?

Sim, o IBPAD é atualmente uma das principais referências no mercado de inteligência em Mídias Sociais.

Já fiz curso em outro local e não gostei. Qual a diferença do curso de vocês?

Os cursos presenciais do IBPAD são constantemente ajustados após feedbacks, repensando exercícios, perguntas e exemplos ao longo do tempo. Ainda, nossos professores são escolhidos enquanto referências no mercado de trabalho em suas respectivas áreas.

Vou receber Nota Fiscal do curso?

Sim, você receberá em um prazo de até 10 dias úteis a Nota Fiscal eletrônica do curso com os dados de preenchimento no ato da compra.

O pagamento de minha inscrição será feita por minha empresa/instituição. Como devo proceder?

Para a cobrança e emissão de Notas Fiscais em nome de empresas ou instituições, é só entrar em contato conosco e nossa equipe lhe ajudará.

Quais as formas de pagamento disponíveis?

É possível pagar o curso através de cartões de crédito, boleto online ou transferência bancária.

Não estou conseguindo me inscrever. Como consigo ajuda?

Pedimos desculpa pelo incômodo e pedimos que entre em contato com nossa equipe a partir dos telefones:

(61) 4042 2018 – Brasília
(11) 3042 0218 – São Paulo
(21) 3942 2018 – Rio de Janeiro

Além disso, você pode entrar em contato com nossa equipe a partir do e-mail contato@ibpad.com.br

OutrasInformações